Pela primeira vez, o Fotograma Livre exibe obras de artistas iranianos. Dos quatro trabalhos inscritos, três foram selecionados como finalistas e entram na mostra 2019. Em Bepar, Labkhand Olfatmanesh e a videomaker Gazelle Samizay exploram os desafios universais que as meninas enfrentam na transição para a vida adulta. Empregando uma referência cultural comum de amarelinha (chamada “lay lay” no Irã e “joz baazi” no Afeganistão),  O personagem revive os momentos pessoais e políticos de seu passado, como guerra, casamento, traumas geracionais e expectativas sociais relacionadas ao…Continue a ler “Bepar (Hop)”

FestFoto recebe o vencedor do Prêmio de Fotografia do Uruguai, Ignacio Iturrioz. Purgatório tem como cenário o Palácio Salvo, edifício tradicional da capital uruguaia, onde o autor viveu durante anos. O fotógrafo volta ao prédio não como exercício de reconhecimento ou descoberta, mas para explorar o que é visível para além da luz. As motivações para averiguar o que acontece ali dentro vem de suas próprias vivências e ajudam a borrar o caráter estritatamente documental, dando um tom singular à sua leitura visual e experimentando…Continue a ler “Purgatório uruguaio”

FestFoto exibe obra do fotógrafo chileno Cristian Ochoa sobre migrantes colombianos. Resultado de várias entrevistas e oficinas realizadas em quatro ocupações instaladas em Antofogasta, cidade no norte do Chile conhecida como a “Nova Dubai”, Sueño Sudamericano expõe a difícil trajetória de quem tenta cruzar as fronteiras internas da América do Sul. O trabalho começou, em 2016, como uma investigação sobre a rota de deslocamento dos colombianos, motivado pelos protestos dos chilenos contra a chegada dos vizinhos e dos inúmeros casos de crianças recém-nascidas que tiveram…Continue a ler “El Sueño Sudamericano”

Rodrigo Zeferino (O Grande Vizinho) e Tiago Coelho (Balneário Alegria) apresentam os casos emblemáticos de duas populações urbanas que viveram em sua plenitude o formato da antiga cidade industrial, cuja paisagem era dominada pela fábrica. O tempo passou, a economia mudou, mas os modelos de produção e suas estruturas ainda sobrevivem como fantasmas que atormentam a vida dos vizinhos. No ensaio “O Grande Vizinho”, Rodrigo Zeferino trata do caso de sua cidade natal, Ipatinga no Vale do Aço (Minas Gerais), construída em torno do complexo…Continue a ler “Imagens de uma vizinhança”

Quando não vejo mais, de Helena Giestas. Trabalho apresentado na Leitura de Portfólio FestFoto 2017 é exposto em Washington (DC). A partir de 27 de fevereiro, o Art Museum of the Americas (AMA) exibe a obra Quando Não Vejo Mais, como parte da mostra On The Move, dedicada a explorar a vivência humana na fronteira de espaços públicos e privados. O AMA é uma instituição cultural da Organização dos Estados Americanos e a curadoria é do diretor artístico do Museu, Fabian Borrega. Quando não vejo…Continue a ler “On the Move”

Massimo Sestini, Mare Nostrum, Italy, 2014

Mare Nostrum, Massimo Sestini, Italy, 2014 A Itália está no centro de uma crise internacional provocada pelo deslocamento de refugiados africanos que fogem pela Líbia. Desde 2013, foram 17.768 mortos em naufrágios no Mar Mediterrâneo em tragédias que se sucedem e impactam a opinião pública. Ainda não foram tomadas quaisquer medidas eficazes para evitar os deslocamentos e as autoridades italianas fecharam os portos do país ao desembarque dos imigrantes. Para abordar a produção regional de imagens sobre o assunto, o FestFoto terá a participação de…Continue a ler “Fotografia e imigração na Europa”

Série sobre enterro do jovem Mapuche Camilo Catrillanca abre novo trabalho do fotógrafo Pablo Piovano, Patagônia, Território em Conflito. O projeto foi premiado com o Greenpeace/Geo Award 2018, e se estende por todo a próximo ano. As primeiras imagens foram divulgadas nesta semana na Greenpeace Magazin. O projeto cujo objetivo é investigar os conflitos fundiários e a resistência dos povos tradicionais da Patagônia recebeu o prêmio do público e foi o favorito desde o início da votação online, realizada durante o mês de outubro. O timing…Continue a ler “S.O.S – crianças Mapuche”

A retrospectiva da fotógrafa belga, Martine Franck, inaugurou o novo espaço da Fundação Cartier-Bresson no Le Marais, em Paris. Com curadoria de Agnès Sire, cofundadora e diretora artística da Fundação, a mostra reúne fotografias, livros e documentos e está aberta à visitação pública até 10 de fevereiro de 2019. A mostra é considerada pelos organizadores como a primeira retrospectiva completa da fotógrafa belga que nasceu em 1936 e trabalhou por mais de 50 anos na fotografia. Poliglota, historiadora da arte e especialista em escultura, Martine encontrou…Continue a ler “Martine Franck, fotógrafa”

A série do fotógrafo goiano, Bruno Bernardi, retrata o desastre ambiental de Mariana (MG). O prêmio, oferecido aos participantes da Plataforma Internacional de Leituras de Portfólio do FestFoto 2018, é resultado da parceria entre o Festival e o Museu da Fotografia de Fortaleza (CE) e garante a compra de um conjunto de imagens pela instituição. Além de um importante estímulo à produção fotográfica, um prêmio de aquisição significa a incorporação de uma temática ao inventário de imagens que comporão a visualidade do Brasil contemporâneo. Neste…Continue a ler “Paisagem Movediça recebe prêmio FestFoto – Museu da Fotografia (CE)”

O Festival Photolux (Lucca/Itália) está com um concurso aberto para fotolivros. O deadline para envio de propostas é 31 de março de 2019. Podem participar autores individuais ou coletivos, profisisonais ou não. O prêmio é uma parceria do Photolux, ceiba editions, Grafiche dell’Artiere, com o apoio do Miami Photo Fest e a revista eletrônica EyesOpen!, voltado para projetos editoriais ainda não publicados. O vencedor será impresso pela ceiba editions. As inscrições são gratuitas e abertas a produtores individuais ou coletivos de todo o mundo. Para…Continue a ler “PhotoBoox Award 2019 – Prêmio para fotolivro na Itália”